sábado, 4 de fevereiro de 2012

NOITES

Sinto o perfume do teu corpo e lambo a saudade da noite que sonhas. Abraço-te levemente e aconhego o teu respirar sereno. Penso que nada mais conta para além de te amar. Quero ver o teu acordar e beijar a tua manhã e sussussurar-te que te desejo mais do que qualquer vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário